CONTRALUZ

O coração ficou escondido no escuro e duro como a pedra filosofal.

*

Era Primavera e as árvores voavam para os seus pássaros.

*

Tantas vezes o cântaro partido vai à fonte até que esta seca.

*

Quatro estações do ano e nenhuma quinta para se decidir por uma delas.

*

O abraço dela durou tanto que o amor desesperou deles.

*

Tinha chegado o dia do juízo e, para se procurar a maior das infâmias, a cruz foi pregada em Cristo.

*

Enterra a flor e põe o homem sobre esta campa.

*

A hora saltou do relógio, pôs-se à frente dele e ordenou-lhe que andasse certo.

Paul Celan, no jornal Die Tat, Zurique,1949

Sem comentários:

Publicar um comentário