Nem sempre me incendeiam o acordar das ervas e a estrela despenhada de sua órbita viva.

- Porém, tu sempre me incendeias.

 
Herberto Helder



Sem comentários:

Publicar um comentário