Eu
não grito, não lanço maldições,
só estou parado na irisada selva da chuva.

Juhasz Ferenc

Sem comentários:

Publicar um comentário