SURREALIZAR...por aí

Poesia às QUINTAS + Miguel Martins – 34ª sessão 
 
 Bar a Barraca –6 de Junho– 22.30h – entrada livre


Por ordem alfabética: Alexandre O’Neill, Ana Hatherly, António Barahona, António Maria Lisboa, António Porto-Além, Ary dos Santos, Manuel de Castro, Mário Cesariny, Natália Correia, Pedro Oom – poetas portugueses que, entre muitos outros, praticaram, com maior ou menor assiduidade, o surrealismo e que serão lidos, na próxima 5ª, por Miguel Martins (uma espécie de Charles Manson da poesia) e Sandra Filipe (mulher que, devido a uma invulgaríssima impudicícia hidrófila, parece, segundo o falecido Inspector Varatojo, ter estado por detrás dos crimes de Diogo Alves – “Ou os empurras do aqueduto lá para baixo ou não há nada para ninguém!”).

Prevê-se, também, uma participação do Peixoto em pelota… (é ver para crer!).

Quem não aparecer é porque junta a sagacidade de um Petit ao enciclopedismo de um Fábio Coentrão. Essa é que é essa!

Sem comentários:

Publicar um comentário